Vamos prosear sobre vídeo conferência de modo bem rapidão?


Existem algumas opções no mercado profissional. E várias delas disponibilizam e disponibilizaram versões mais simples (free - com limitações) para estes momentos de necessidade planetária dos home offices, aulas, ensaios on line para grupos. Todas, absolutamente TODAS, têm vantagens e desvantagens, como qualquer aplicativo do planeta. TODAS, absolutamente TODAS, têm questões de segurança a serem analisadas e TODAS, absolutamente TODAS são vulneráveis de algum modo. Não existe solução no mundo quando um hacker ou cracker quiser entrar em algum sistema. É evidente que cada aplicativo faz suas prevenções na construção da sua engenharia. É evidente que cada usuário pode fazer suas prevenções em suas máquinas locais ou dispositivos móveis. É evidente que em acessos corporativos com estrutura de TI à disposição, várias prevenções são cabíveis e possíveis. Portanto, o fato é que as ferramentas estão disponíveis e os usuários vão fazendo suas escolhas diante do conforto técnico e facilidades das aplicações. O que for muito fácil, digamos assim, DESCONFIE. Escolha opções que exijam processos mínimos de identificação e acessos. LEIAM as instruções regulatórias e permissões requisitadas pelos aplicativos para DEPOIS aceitar e usufruir dos mesmos.




Google

O Hangouts Meet (https://gsuite.google.com/intl/pt-BR/products/meet/) é profissional e faz parte do Google Suite. Exige uma série de configurações pessoais, cadastros e liberação de acessos (câmera, microfone, etc). E é pago. Está liberado graciosamente nestes tempos de corona, mas não dispensa todos os itens de cadastro. Exige um administrador vinculado ao Google Suite.


O Hangouts "free" (https://hangouts.google.com) é mais simples, mas também exige um administrador e força em algum momentos que o usuário tenha algum vínculo com o Google. Nada mais justo. Mas dá pra entrar nas salas onde você for convidado através do link, sem fazer cadastros.


Skype (skype.com.br)

Desde o seu lançamento é profissional e com foco no meio corporativo. Também tem versões baseadas no navegador, web.skype.com mas exige conta vinculada no Hotmail (Microsoft).

Versões para baixar para PC e Celular.

Whereby - https://whereby.com

Boa solução, prática, free para até 4 participantes.


Zoom (https://zoom.us/download)

Famosinho do momento, é uma empresa norte-americana, cujo CEO é um chinês naturalizado estadunidense. Tinha 10 milhões de usuários corporativos e acabou tendo um boom (boom no zoom.. é ótimo! rs). Acabou sendo investigado por hackers das empresas de segurança web, talvez pela origem do CEO, talvez por que teorias da conspiração tenham gerado que os dados são analisados e cooptados pelo governo chinês, onde fica boa parte dos servidores da empresa. É uma ferramenta de qualidade técnica e que, em virtude das indicações dos problemas de segurança identificados, gerou uma série imediata de correções. em seus processos de acesso. Exige instalação do aplicativo e um administrador (gestor das reuniões) tanto nos computadores, quanto nos dispositivos móveis. Tem um limite nos encontros grátis de 40 minutos de vídeo, mas basta que o administrador clique num botão que a reunião terá sequência.

ezTalks (eztalks.com)

É uma plataforma projetada para videoconferências corporativas e webinars. Na modalidade gratuita, é possível reunir até 100 participantes em encontros com duração máxima de 45 minutos. Com suporte a chats privados e coletivos, compartilhamento de tela, anotações e enquetes em tempo real, o serviço requer o download de um software.

Microsoft Teams (teams.microsoft.com)

Assim como no Skype, poderá operar baixando um app ou direto no navegador. Exige conta LIVE (Microsoft). Estava vinculado e poderia ser acessado apenas pelos usuários/proprietários do Office365. Agora está liberado.


Publicado por: Bira Castellano

       

Notícias